• Utilizador em Destaque: Ricardo Saleiro
Blogue: Gume
No Tumblr desde: 2009 
Assim à primeira vista (ou troca de e-mails, vá!), o Ricardo é um rapaz de poucas palavras, mas quando conversa sobre música ou, neste caso, sobre o seu blogue, o Gume, desperta-se-lhe um grande entusiasmo. Licenciado em Jornalismo, trabalha como técnico de comunicação autárquica, mas à noite despe o fato da formalidade e dedica-se ao Tumblr.

Não sei se sabes, mas o Gume é um grande blogue. Foi criado em finais de 2009 e tens criado consistentemente bons conteúdos. Como o definirias? Parece-me redutor dizer que é um blogue sobre música…
Vocês no Tumblr são tão simpáticos! O Gume é um sítio onde eu falo das coisas de que gosto e que acho que vale a pena partilhar. Nunca defini um plano para o blogue, por isso, os conteúdos acabam por ser um reflexo daquilo que estou a fazer, a ler ou a ouvir no momento. Parece mais centrado na música porque ela está sempre muito presente na minha vida, mas também fala de outras coisas, como livros, cinema, fotografia ou bicicletas. 
O que achas do Tumblr enquanto plataforma para alojar os teus conteúdos e opiniões?
Para mim, o Tumblr é mais do que um repositório de conteúdos, é uma fonte de inspiração incrível. Passo horas no scroll infinito do meu Painel! Também gosto muito da forma descomplicada de gerir e atualizar os blogues. Acho genial a ideia dos carregamentos por tipologia de conteúdos, ficas com vontade de publicar coisas. A aplicação mobile é fantástica e uso-a muito porque é a melhor forma de guardar uma ideia mal ela me ocorre. É o meu bloco de notas.
[[MORE]]
Gostavas de fazer da escrita a tua ocupação principal?
Sempre quis ter a escrita como profissão e foi por isso que escolhi estudar Jornalismo. De certo modo já o é, porque trabalho na produção de conteúdos numa equipa de comunicação. É claro que nem sempre trato temas que me motivam verdadeiramente, mas é também por isso que tenho o Gume, para falar do que quero e como quero. Preciso deste meu espaço de expressão pessoal, sem constrangimentos. 
Conta-nos lá: quais os três melhores álbuns de 2013?
Três discos que me marcaram muito e que ouvi vezes sem conta foram o Trouble Will Find Me (The National), Loud City Song (Julia Holter) e o Reflektor (Arcade Fire). Mas há outros que coloco ao mesmo nível, como o Silence Yourself (Savages) ou o Overgrown (James Blake). Acho também que os The National fizeram a melhor canção do ano, a Pink Rabbits.
Para ti, quais são os blogues Tumblr sem os quais não consegues viver?
Gosto muito d’O Alvo Sentado, que sigo desde os tempos em que se chamava Numa Paragem do 28 e tinha outra morada, gosto dos pedaços literários do Escrever Alto e do jazz inesgotável do Jazz Related Stuff. 
Fotografia: Ricardo Saleiro

      Utilizador em Destaque: Ricardo Saleiro

      Blogue: Gume

      No Tumblr desde: 2009 

      Assim à primeira vista (ou troca de e-mails, vá!), o Ricardo é um rapaz de poucas palavras, mas quando conversa sobre música ou, neste caso, sobre o seu blogue, o Gume, desperta-se-lhe um grande entusiasmo. Licenciado em Jornalismo, trabalha como técnico de comunicação autárquica, mas à noite despe o fato da formalidade e dedica-se ao Tumblr.

      Não sei se sabes, mas o Gume é um grande blogue. Foi criado em finais de 2009 e tens criado consistentemente bons conteúdos. Como o definirias? Parece-me redutor dizer que é um blogue sobre música…

      Vocês no Tumblr são tão simpáticos! O Gume é um sítio onde eu falo das coisas de que gosto e que acho que vale a pena partilhar. Nunca defini um plano para o blogue, por isso, os conteúdos acabam por ser um reflexo daquilo que estou a fazer, a ler ou a ouvir no momento. Parece mais centrado na música porque ela está sempre muito presente na minha vida, mas também fala de outras coisas, como livros, cinema, fotografia ou bicicletas. 

      O que achas do Tumblr enquanto plataforma para alojar os teus conteúdos e opiniões?

      Para mim, o Tumblr é mais do que um repositório de conteúdos, é uma fonte de inspiração incrível. Passo horas no scroll infinito do meu Painel! Também gosto muito da forma descomplicada de gerir e atualizar os blogues. Acho genial a ideia dos carregamentos por tipologia de conteúdos, ficas com vontade de publicar coisas. A aplicação mobile é fantástica e uso-a muito porque é a melhor forma de guardar uma ideia mal ela me ocorre. É o meu bloco de notas.

      Gostavas de fazer da escrita a tua ocupação principal?

      Sempre quis ter a escrita como profissão e foi por isso que escolhi estudar Jornalismo. De certo modo já o é, porque trabalho na produção de conteúdos numa equipa de comunicação. É claro que nem sempre trato temas que me motivam verdadeiramente, mas é também por isso que tenho o Gume, para falar do que quero e como quero. Preciso deste meu espaço de expressão pessoal, sem constrangimentos. 

      Conta-nos lá: quais os três melhores álbuns de 2013?

      Três discos que me marcaram muito e que ouvi vezes sem conta foram o Trouble Will Find Me (The National), Loud City Song (Julia Holter) e o Reflektor (Arcade Fire). Mas há outros que coloco ao mesmo nível, como o Silence Yourself (Savages) ou o Overgrown (James Blake). Acho também que os The National fizeram a melhor canção do ano, a Pink Rabbits.

      Para ti, quais são os blogues Tumblr sem os quais não consegues viver?

      Gosto muito d’O Alvo Sentado, que sigo desde os tempos em que se chamava Numa Paragem do 28 e tinha outra morada, gosto dos pedaços literários do Escrever Alto e do jazz inesgotável do Jazz Related Stuff. 

      Fotografia: Ricardo Saleiro